Orientação Vocacional e Escolar

metodo-pold-terapia-manual

A Orientação Vocacional é um processo focado no domínio do equilíbrio entre os interesses, competências e objetivos dos jovens, e as exigências do mundo do trabalho. Este processo de orientação proporciona ferramentas de compreensão do potencial intelectual e emocional, permitindo aferir o percurso formativo ou profissional mais adequado.

Este tipo de orientação facilita o conhecimento individual dos pontos fortes e pontos fracos, ajudando os jovens a tomar opções mais conscientes e informadas, no momento de realizarem escolhas relativas ao seu percurso formativo e profissional.

Em Portugal, existem dois momentos em que os estudantes são confrontados com a necessidade de tomar uma decisão em relação ao seu percurso formativo. Quando terminam o 9.º ano e, consequentemente, transitam do 3º ciclo do ensino básico para o ensino secundário, e no final do 12.º ano, quando têm que escolher seguir para o ensino superior ou optar por ingressar no mercado de trabalho.

MARCAÇÃO DE CONSULTA

Casos clínicos

EPI na fasceíte plantar – Marta Gomes

EPI em rotura supraespinhoso e capsulite adesiva do ombro – Rui Santos

EPI na tendinose rotuliana – André Lopes

EPI na tendinose rotuliana – António Magalhães

Equipa especializada em Orientação Vocacional e Escolar

Focando a sua atenção na qualidade da avaliação clínica, a equipa da FISIOGlobal trabalha diariamente para proporcionar a cada utente a resposta mais adequada à sua condição, com a máxima qualidade e eficácia.

Esta forma de estar só é possível graças à combinação de uma equipa de trabalho interdisciplinar e altamente qualificada, com as mais recentes e distintas técnicas de intervenção na área da reabilitação, exercício clínico e bem-estar.

#

Ivone Ganso
Licenciada em Psicologia, especializou-se em Psicologia Clínica (consulta psicológica, psicoterapia e neuropsicologia) e pós-graduou-se em Terapia…

Ler mais… ›

Perguntas Frequentes sobre Orientação Vocacional e Escolar

Em Portugal, o processo de orientação vocacional e escolar acontece, geralmente, no final do 9.º ano, quando os alunos têm entre 14 e 15 anos, e no final do 12.º ano, quando têm entre 17 e 18 anos. Existe um maior foco nestas alturas devido às escolhas vocacionais e escolares normais nestes períodos.

Fazer uma escolha desinformada em relação ao percurso formativo e profissional pode ter um impacto negativo na saúde. Escolhas erradas a este nível podem gerar infelicidade, sentimento de fracasso e frustração, afetando o sistema nervoso.

  1. Capacidade de avaliar os pontos fortes e pontos fracos;
  2. Definição dos objetivos certos para levar a uma melhor escolha;
  3. Exploração de diferentes opções de carreira;
  4. Autoconhecimento e melhor informação sobre as opções profissionais existentes.

O processo de orientação vocacional tem um papel educativo, não sendo o seu objetivo exercer qualquer tipo de imposição, por meio de coação, sobre as escolhas relativamente ao percurso formativo ou profissional de cada pessoa.