Medicina Regenerativa

A Medicina Regenerativa é uma subespecialidade médica dedicada a estruturar, otimizar e acelerar processos biológicos de reparação tecidular, nomeadamente ao nível da substituição de células, estimulação do desenvolvimento de células estaminais ou progenitoras, diferenciação de colagénio, nova vascularização e melhoria estrutural do tecido ou órgãos que tenham sido danificados por doença, trauma ou problemas congénitos, com o objetivo de restaurar as suas funções normais.

O objetivo desta especialidade é a regeneração de tecidos e órgãos danificados no corpo, substituindo o tecido danificado ou estimulando o sistema biológico-inflamatório para regenerar células e tecidos. O sistema inflamatório-imunológico desempenha um papel importante na regulação da destruição de tecidos danificados e posterior regeneração, podendo ser benéfico ou prejudicial para o processo de cicatrização e cura. Contudo, em situações em que o normal processo de recuperação de lesão estrutural não é eficaz ou não ocorre de todo, a Medicina Regenerativa auxilia e re-orienta esses processos para uma regeneração eficiente, re-organização tecidular e cura efetiva, habitualmente através da infiltração ecoguiada no local da lesão de produtos biológicos autólogos (do próprio indivíduo), após tratamento e preparação, por norma utilizando PRP (plasma rico em plaquetas) para acelerar os processos de cicatrização e de reparação dos tecidos.

A Medicina Regenerativa é uma área recente e inovadora com resultados comprovados no desenvolvimento e aplicação de novos tratamentos para tratar tecidos com lesão aguda/traumática e crónica/sobrecarga, restaurando funções perdidas devido ao envelhecimento, a doenças, ou a lesões.

MARCAÇÃO DE CONSULTA

Equipa especializada em Intervenções Minimamente Invasivas

Focando a sua atenção na qualidade da avaliação clínica, a equipa da FISIOGlobal trabalha diariamente para proporcionar a cada utente a resposta mais adequada à sua condição, com a máxima qualidade e eficácia.

Esta forma de estar só é possível graças à combinação de uma equipa de trabalho interdisciplinar e altamente qualificada, com as mais recentes e distintas técnicas de intervenção na área da reabilitação, exercício clínico e bem-estar.

#

José Luís Carvalho

Medico especialista em Medicina Física e de Reabilitação, com especialização em Medicina…

Ler mais… ›

#

Daniela Costa Martins

Médica especialista em Medicina Física e de Reabilitação (Internato de Formação Específica…

Ler mais… ›

Perguntas Frequentes de Medicina Regenerativa

A Medicina Regenerativa é uma subespecialidade médica dedicada a estruturar, otimizar e acelerar processos biológicos de reparação tecidular, nomeadamente ao nível da o processo de substituição de células, estimulação do desenvolvimento de células estaminais ou progenitoras, diferenciação de colagénio, nova vascularização e melhoria estrutural do tecido ou órgãos que tenham sido danificados por doença, trauma ou problemas congénitos, com o objetivo de restaurar as suas funções normais.

O objetivo desta especialidade é a regeneração de tecidos e órgãos danificados no corpo, substituindo o tecido danificado ou estimulando o sistema biológico-inflamatório imunológico para regenerar células e tecidos curar tecidos ou órgãos. O sistema inflamatório-imunológico desempenha um papel importante na regulação da destruição de tecidos danificados e posterior regeneração, podendo ser benéfico ou prejudicial para o processo de cicatrização e cura prejudicar e contribuir para o processo de cicatrização. Contudo, em situações em que o normal processo de recuperação de lesão estrutural não é eficaz ou não ocorre de todo, corpo é incapaz de se curar, a Medicina Regenerativa auxilia e re-orienta esses processos para uma regeneração eficiente, re-organização tecidular e cura efectiva, habitualmente , através da infiltração ecoguiada no local da lesão de produtos biológicos autólogos (do próprio indivíduo), após tratamento e preparação, por norma utilizando PRP de (plasma rico em plaquetas) para , permite acelerar os processos de cicatrização e de reparação dos tecidos.

A Microtenotomia Percutânea é um procedimento ecoguiado realizado em ambulatório, em que o Médico desbrida tecido com patologia, envelhecido, sem potencial de recuperação, causador de dor no tendão e incapacidade funcional subsequente. Habitualmente está associada à aplicação local de PRP, de forma a potenciar e acelerar regeneração, divisão de células viáveis, estimulação de células progenitoras, aumento da vascularização e diferenciação e maturação de colagénio, contribuindo assim para a recuperação do tecido e normalização do tendão. Recorrendo a anestesia local, o utente não sente qualquer dor durante o procedimento e fica também sem qualquer cicatriz.

A epicondilite lateral, a “tendinite” do Rotuliano e a “tendinite do Aquiles” são as condições que frequentemente são tratadas com recurso à Microtenotomia Percutânea Ecoguiada + PRP.

A Microtenotomia Percutânea é um procedimento ecoguiado realizado em ambulatório, em que o Médico remove tecido causador de dor e irritação na articulação. Recorrendo a anestesia local, o utente não sente qualquer dor durante o procedimento e fica também sem qualquer cicatriz.

A epicondilite lateral é uma das condições que frequentemente é tratada com recurso à Microtenotomia Percutânea.