Exercício

Não podemos dissociar o exercício físico da saúde. Mais do que nunca, num contexto em que a maioria das pessoas vive uma vida stressante e, tendencialmente, sentada, a prática de exercício físico deve ser encarada como uma componente fundamental e terapêutica do dia-a-dia.

São mais do que muitos os benefícios associados a uma vida ativa: desde logo, a prevenção ou gestão de disfunções muito comuns na sociedade atual, como os AVC e os enfartes. Além disso, e por estimular a produção de endorfinas, a prática regular de exercício físico poderá ser responsável pela alteração da perceção e do controlo da dor, pela sensação de bem-estar, redução dos níveis de stress e ansiedade, alívio das tensões musculares, melhoria da qualidade do sono, entre muitos outros.

Sendo um fator que influencia de forma tão importante a nossa saúde, o exercício físico deve ser planeado, prescrito e orientado de forma rigorosa e totalmente personalizada às características e objetivos de cada indivíduo. Cada pessoa é única, no seu potencial, nas suas limitações, nas suas ambições e nos seus projetos e, por isso, faz sentido que cumpra um plano delineado com base nessas condicionantes. Só desta forma, conseguimos garantir resultados seguros, eficazes e consistentes.

Exercício Físico na Gravidez

A prática de exercício físico durante a gravidez pode trazer inúmeros benefícios para a futura mamã e para o seu bebé, desde que planeada e supervisionada por um profissional com formação para o efeito.

Manter-se ativa através da prática regular de exercício físico durante a gravidez, contribuirá para a prevenção e para o controlo de algumas condições, tais como:

  • O aumento dos níveis de energia e capacidade cardiovascular e respiratória;
  • O controlo do peso e melhoria da autoconfiança;
  • A diminuição da dor lombar e edema nos membros inferiores e superiores;
  • A prevenção de varizes e o do risco de trombose;
  • O controlo da diabetes gestacional, obstipação e tensão arterial;
  • O controlo na instabilidade do humor e cansaço, melhorando a qualidade do sono;
  • Diminuição da probabilidade de partos pré-termos;
  • Controlo do peso do feto;
  • A recuperação pós-parto mais fácil.

Especialidades

Human Performance

Mais do que uma metodologia de trabalho pela qual nos orientados, a Human Performance é uma filosofia que procura a potenciação máxima da performance e a reeducação do estilo de vida. Destina-se a qualquer pessoa que tenha, ou queria passar a ter, um estilo de vida ativo.

Saiba mais

Pilates Clínico

O Pilates é um sistema de condicionamento físico que trabalha desde a musculatura mais profunda até à mais periférica, principalmente abdominais, costas e glúteos. Através de um conjunto de movimentos controlados e metódicos, proporciona um aumento…

Saiba mais

Hidroterapia

A hidroterapia ou fisioterapia em meio aquático é um recurso muito utilizado nos planos de tratamento e reabilitação das mais diversas situações clínicas. Tem resultados comprovados e revela-se altamente eficaz na intervenção em pacientes que apresentam disfunções…

Saiba mais

Ginástica Abdominal Hipopressiva

A Ginástica Abdominal Hipopressiva (GAH) – ou como é comummente conhecida, os abdominais hipopressivos – consiste num conjunto de exercício que têm como principal objetivo o fortalecimento das musculaturas abdominal, pélvica e…

Saiba mais

Perguntas Frequentes de Fisioterapia Avançada

Por atividade física, entenda-se, todo e qualquer movimento corporal, produzido pela musculatura esquelética e que resulte em gasto energético (Exemplos: subir escadas, dançar, brincar com os filhos, cuidar do jardim, etc.).

O exercício físico é, por sua vez, uma forma de atividade física planeada, repetitiva e com orientação profissional, que visa desenvolver a resistência física e as habilidades motoras (Exemplos: Futebol, Natação, Musculação, Artes Marciais, entre outros).

O Exercício físico é absolutamente imprescindível à saúde física e mental. Dizer que o exercício físico emagrece, além de ser muito redutor é errado. Perder ou ganhar peso depende da relação entre a nossa ingestão calórica e o nosso gasto energético diário, ou seja, se consumo menos calorias do que aquelas que gasto vou, certamente, emagrecer. O efeito do exercício no objetivo de composição corporal passa mais pela manutenção da massa magra em detrimento da gorda do que pelo peso em si. O peso não é o melhor parâmetro para avaliar a composição corporal. É certo que, a atividade física regular e orientada, contribui definitivamente para uma otimização da nossa composição corporal e, consequentemente, para a manutenção de um peso saudável. Ainda assim, importa salientar que a prática de exercício deve ir muito além de objetivos estéticos ou de um “número na balança”. A saúde, o prazer e o bem-estar deverão ser sempre, neste contexto, as nossas prioridades.

Sempre que indicada, a prática de atividade física regular, moderada, orientada e controlada, durante a gravidez, traz inúmeras vantagens para a saúde quer da futura mamã, que para o seu bebé.

No início da gravidez, salvo indicações para casos específicos, devem ser mantida a rotina de exercício físico que era praticada anteriormente, Pode haver treino até ao último dia de gestação, dependendo obviamente da perceção de conforto da grávida. A intensidade tem que ser monitorizada constantemente. Dentro destas indicações, podemos destacar atividades como caminhadas ou corridas de baixa intensidade, natação, hidroginástica ou hidroterapia, por exemplo. Desportos coletivos de contacto/luta e modalidades com alto risco de queda (surf, por exemplo), não são recomendadas.

A prática regular de Exercício Físico, traz inúmeros benefícios à saúde física e mental. Identificamos, aqui, as principais vantagens.

Menor risco de:

  • Morte prematura;
  • Doenças coronárias;
  • Diabetes – tipo 2;
  • Síndromes metabólicos;
  • Pressão sanguínea elevada;
  • Perfil lipídico sanguíneo desfavorável (LDL, triglicerídeos, colesterol);
  • Fratutas ósseas;
  • Aparecimento de cancros do cólon, peito e pulmão.

Ganhos no(a):

  • Perda de peso, manutenção saudável do peso e prevenção do aumento peso;
  • Prevenção das quedas, pela melhoria da capacidade funcional;
  • Melhoria da função cognitiva;
  • Aumento da densidade óssea;
  • Qualidade do sono.